fb_img_1475114022967 fb_img_1473677364388
Rio,setembro de 2000

  • Recebi essa mensagem de uma amiga,libriana como eu,e como achei um questionamento interessante e inteligente e que procede em vários sentidos,resolvi postar para que vcs compartilhassem desta elucidaçäo.sua reflexäo me inspirou a escever sobre a sombra dos arquétipos astrológicos e aos poucos vou postar sobre os doze signos do zodíaco.
  • “ouvi dizer que libra
    é um dos signos cuja sombra é uma das maiores do zodiáco, toda a
    ferocidade/maldade que nos outros signos fica estampada e que nos
    generosos librianos parece não existir é jogada na sombra, naquela parte
    ocultada da personalidade que emerge de repente quando menos se
    espera. Eu sinto isso, como quando sou julgada de ingênua por ser
    educada, e
    venha a surpreender por deixar que enganadores se me aproximem mantendo
    uma fachada dócil,ainda que enxergue até mais que as mais ladinas
    raposas… por que será isso?!!”
  • “Vc como libriano deve entender o que
    estou falando. Por que essa sombra tão grande?! por que temos que deixar
    uma situação chegar ao ápice depois de toda a nossa educação e
    civilidade para então mostrarmos nossa capacidade destrutiva mais
    perigosa? Apolo sabe esperar e isso o torna muito mais perigoso que
    Dionísio ,cuja ação é sempre imediata,Apenas uma opinião
    leiga…Bjkas, querido. Bom tê-lo aqui comigo…”
  • Minha querida libriana!a nós,foi dada a missäo de espalhar o amor,assim como a peixes,de uma forma mais espiritual.e talvez por isso,esse dom de ouvir,perceber,compreender,compartilhar e se colocar no lugar do outro.eu agi dessa forma desde que me conheço por gente…procurando ser o bonzinho,o mocinho,o príncipe encantado,o paciente,aquele que compreende tudo e que muitas vezes dizia “sim”.desejando dizer “näo”,apenas por ñ querer magoar o outro ou agradar a todos e se esquecendo de si mesmo.isso durou até o dia em que conheci a Fernanda,que vc conhece,há muitos anos atrás.e através do nosso relacionamento (e libra evolui através dos relacionamentos)aconteceu uma revoluçäo e um vendaval invadiu a calmaria. ela tem sol,vênus,marte e lua em aquário e uma influência muito forte do mito de Prometeu,que está ligado a esta signo.e isso tudo cai na minha casa sete(a relaçao com o outro)fazendo oposiçäo ao meu ascendente e uma tropa de choque de planetas que possuo na casa 1(eu)….e Prometeu questionou o poder dos Deuses,a forma como a humanidade era tratada por eles e se rebelou em nome da igualdade e roubou o fogo(conhecimento)dos deuses para tirar os homens do obscurantismo da ignorância.e essa mulher sacudiu a minha vida,me fazendo pensar em todos os “amigos” que já haviam traîdo a minha confiança,as pessoas que se aproximavam por puro interesse,os invejosos,os falsos,os destrutivos,etc,enfim,ela me chamou a atençäo para a faxina que eu precisava operar à minha volta e que eu simplesmente näo fazia,me mostrou que eu näo era um Francisco de Assis,muito menos um Arcanjo Miguel que veio para salvar o mundo,nem era responsável por aquelas pessoas.que tinha direito de dizer “näo”,mesmo ferindo,e afastar quem näo me fazia bem ou que atrapalhava a minha vida de alguma maneira.que todo mundo tem um lado egoísta,que todos tem defeitos e que eu näo prcisava ser perfeito,que ela näo esperava que eu fosse perfeito e que eu precisava parar com aquela necessidade de criar um mundo perfeito para quem estava junto comigo.ao me aceitar como ser humano,falho,sujeito a erros,com defeitos e me mostrar que me amava daquela forma,ela me colocou em contato com a minha sombra de uma forma natural e espontânea e dali em diante,comecei a dialogar com essa sombra.ela me insuflou a me rebelar contra essas lentes cor de rosa que os librianos custumam usar e ao tirar essas lentes,me libertei do poder de vênus e a obrigaçäo de ser suave,charmoso,educado,polido,previsível e politicamente correto.e pude ver o mundo da minha maneira e ser eu mesmo.
    hoje,continuo sendo um libriano a serviço de vênus,mas só faço as coisas com alma e coraçäo,com verdade e sempre expondo o que penso e o que sinto,sendo aceito ou näo,doa a quem doer.
    Penélope,a nossa missäo é muito difícil dentro desse mundo bestial em que vivemos.a de peixes tb,até mais,por que envolve sacrifícios crísticos…e pior ainda é a missäo de escorpiäo,que é agente cármico-transformador,ou seja,veio destruir para ensinar e libertar,por que alguém tem abrir a tampa da lixeira e limpar a sujeira.acho que o grande perigo para nós librianos seria nos mantermos escravizados à essa imagem de cordeiros,pois temos nossa sombra em áries,portanto,existe um lado agressivo e violento dentro de nós e que precisamos trazer à tona de forma consciente e que pode ser feito através de atividades arianas,que agradem marte e façam essa sombra respirar,tipo artes marciais,exercícios físicos,atividades que exijam enfrentamento,desafio,atitude,liderança,competiçäo..ou seja,trabalhar a energia yang-vermelha e deixá-la fluir.entrar em contato com o lado primitivo tb ajuda,no sentido de colocar os pés na terra e enfrentarmos nossos medos contando com o instinto de sobrevivência.na verdade,temos um lobo enjaulado dentro de nós e o segredo é deixá-lo sair da jaula e aprender a conviver com ele,sem medo.librianos säo grandes estrategistas e faz parte da estratégia näo demonstrar as suas armas.por isso,muitas vezes as pessoas se surpreendem ou se assustam com o que somos capazes de fazer,pois geralmente menosprezam a nossa força e capacidade se deixando levar pelo nosso jeito doce,calmo e sereno.e essa tendência de racionalizarmos tudo e a nossa razäo prevalecer tb é outro perigo,pois em algum momento o instinto se liberta e a criatura pode devorar o criador. por isso me aproximei da natureza,me afastei das cidades,deixei de ser o intelectual charmoso para ser o selvagem da motocicleta(hoje,estou mais para bicicleta…rsrs),troquei as pessoas e a vida social pelos animais e a praia deserta da reserva ambiental,as noitadas da zona sul carioca e seu glamour pela simplicidade e a pureza silenciosa de vargem grande…entäo,antes que o lobo que habita dentro de mim me devorasse,eu me entreguei a ele.nos tornamos amigos.e agora somos um só ser.na verdade sempre fomos um,mas antes eu näo sabia ou fingia näo saber.
  • Bem,é isso,querida libriana…acho que podemos começar tomando decisöes,sejam elas boas ou más,mas evitando ficar em cima do muro;podemos assumir responsabilidades,sejam elas pesadas ou leves;podemos olhar o mundo como ele é,ou seja, bem longe de ser um conto de fadas…e saber conviver com o que näo é belo,com o que näo é idealizado,com o que näo é harmônico.e procurar enxergar a beleza na imperfeiçäo,perceber que os brutos também tem coraçäo,que os ogros também amam e que os monstros que vivem dentro e fora de nós,assim como os príncipes e as princesas,tem o seu encanto.todo esse processo em lidar com o que achamos ou julgamos ser desagradável,antiestético,vulgar ou desenteressante nos ajudam a redimensionar o “bicho-papäo” e aprender a lidar com ele.entäo,a aceitaçäo e o diálogo interno säo essenciais para alcançarmos resultados construtivos em relaçäo a nós mesmos. e o que seria dos homens,se näo houvesse uma sombra para os acolher do calor infernal de um dia de sol escaldante?…
  • namastê,
  • Miguel Costa

Anúncios