Archive for agosto, 2011


Gosto de pessoas

Gosto de pessoas

Com os seus altos e baixos, crises, neuras, alegrias…
Aquelas que
riem e choram
no mesmo dia, que gritam, que batem o pé…
As que derrubam comida na roupa, as que amarram o cabelo na balada…
As que se
permitem errar
, experimentar,
que se arriscam com o desconhecido, pisam na bola,
mas que também acertam, amam…
Eu gosto das
pessoas palpáveis
, de carne e osso…
Enfim eu gosto das pessoas
normais……

 

 

 

 

 

Nós bebemos demais, gastamos sem critérios. Dirigimos

rápido demais, ficamos acordados até muito mais tarde,
acordamos muito cansados, lemos muito pouco, assistimos TV demais e raramente estamos com Deus.

Multiplicamos nossos bens, mas reduzimos nossos valores.

Nós falamos demais, amamos raramente, odiamos
freqüentemente.

Aprendemos a sobreviver, mas não a viver; adicionamos anos à nossa vida e não vida aos nossos anos.

Fomos e voltamos à Lua, mas temos dificuldade em cruzar a
rua e encontrar um novo vizinho. Conquistamos o espaço, mas não o nosso próprio.

Fizemos muitas coisas maiores, mas pouquíssimas melhores.

Limpamos o ar, mas poluímos a alma; dominamos o átomo,
mas não nosso preconceito; escrevemos mais, mas aprendemos menos; planejamos mais, mas realizamos menos.

Aprendemos a nos apressar e não, a esperar.

Construímos mais computadores para armazenar mais
informação, produzir mais cópias do que nunca, mas nos
comunicamos cada vez menos.

Estamos na era do ‘fast-food’ e da digestão lenta;
do homem grande, de caráter pequeno; lucros acentuados e
relações vazias.

Essa é a era de dois empregos, vários divórcios, casas
chiques e lares despedaçados.

Essa é a era das viagens rápidas, fraldas e moral
descartáveis, das rapidinhas, dos cérebros ocos e das
pílulas ‘mágicas’.

Um momento de muita coisa na vitrine e muito pouco na
dispensa.

Uma era que leva essa carta a você, e uma era que te
permite dividir essa reflexão ou simplesmente clicar
‘delete’.

Lembre-se de passar tempo com as pessoas que ama, pois elas não estarão aqui para sempre.

Lembre-se de dar um abraço carinhoso em seus pais, num amigo, pois não lhe custa um centavo se quer.

Lembre-se de dizer ‘eu te amo’ à sua companheira(o)
e às pessoas que ama, mas, em primeiro lugar, se ame…
se ame muito.

Um beijo e um abraço curam a dor,
quando vêm de lá de dentro.

Por isso, valorize sua família e as pessoas que estão ao
seu lado, sempre. 

George Carlin

 

 


Se você consegue entender a gota de orvalho, não tem necessidade de entender o oceano — você já o entendeu.

Osho,

A vida é um palpite
A vida não é uma tecnologia, nem mesmo uma ciência; a vida é uma arte — ou seria até melhor chamá-la de um palpite.

Você tem que sentir isso. É como equilibrar-se em uma corda bamba.

Osho, em “The Art of Dying”

 

Deus nosso pai que sois todo poder e bondade:
daí a força àqueles que passam pela provação
Daí a luz àquele que procura a verdade
Ponde no coração do homem a compaixão e a caridade.

Deus:
Daí ao viajor a Estrela Guia,
ao aflito a consolação,
ao doente o repouso.

Pai:
Daí ao culpado o arrependimento,
ao espírito a verdade,
a criança o guia,
ao órfão o pai.

Senhor:
Que Vossa bondade se estenda sobre tudo que criastes.
Piedade, Senhor, para aqueles que vos não conhecem,
esperança para aqueles que sofrem.
Que a Vossa bondade permita aos espíritos consoladores derramarem por toda parte a Paz, a Esperança e a Fé.

Deus:
Um raio, uma faísca do Vosso amor pode abrasar a Terra;
deixai-nos beber nas fontes dessa bondade fecunda e infinita, e
todas as lágrimas secarão,
todas as dores se acalmarão.
Um só coração, um só pensamento subirá até Vós,
como um grito de reconhecimento e de amor.
Como Moisés sobre a montanha,
nós Vos esperamos com os braços abertos,
Óh! Beleza,
Óh! Perfeição,
e queremos de alguma sorte merecer a Vossa Misericórdia.

Deus:
Dai-nos a força de ajudar o progresso a fim de subirmos até Vós;
dai-nos a caridade pura,
dai-nos a Fé e a Razão,
dai-nos a Simplicidade que fará das nossas almas o espelho onde se refletirá a vossa imagem.

AQUILO POR QUE VIVO

Três paixões, simples, mas
irresistivelmente fortes, governam-me a vida: o anseio de amor, a busca
do conhecimento e a dolorosa piedade pelo sofrimento da humanidade. Tais
paixões, como grandes vendavais, imperam-me para aqui e acolá, em
curso, instável, por sobre o profundo oceano de angústia, chegando às
raias do desespero.

Busquei primeiro, o AMOR, porque ele produz
êxtase – um êxtase tão grande que, não raro, eu sacrificava todo o resto
da minha vida por umas poucas horas dessa alegria. Ambicionava-o,
ainda, porque o amor nos liberta da solidão – essa solidão terrível
através da qual nossa trêmula percepção observa, além dos limites do
mundo, esse abismo frio e exânime. Busquei-o, finalmente, porque vi na
união do amor, numa miniatura mística, algo que prefigurava a visão que
os santos e os poetas imaginavam. Eis o que busquei e, embora isso possa
parecer demasiado bom para a vida humana, foi isso que – afinal
encontrei.

Com paixão igual, busquei o CONHECIMENTO. A partir
daí, apaixonei-me pelas Araucárias (pinheiro símbolo do Paraná). Eu
queria compreender o coração dos homens. Gostaria de saber por que
cintilam as estrelas. E procurei aprender a força pitagórica pela qual o
número permanece acima do fluxo dos acontecimentos. Um pouco disto, mas
não muito, eu consegui.

Amor e conhecimento, até ao ponto em que
são possíveis, conduzem para o alto, rumo ao céu. Mas a PIEDADE sempre
me trazia de volta a terra. Ecos de gritos de dor ecoavam em meu
coração. Crianças famintas, vítimas torturadas por opressores, velhos
desvalidos a construir um fardo para seus filhos, e todo o mundo de
solidão, pobreza e sofrimentos, convertem numa irrisão o que deveria ser
a vida humana.

Anseio por avaliar o mal, mas não posso, e também
sofro. A partir daí, descobri essas três paixões no voluntariado e
estou engajado nesse trabalho até hoje.

Eis o que tem sido a
minha vida: Tenho considerado-a digna de ser vivida, e de bom agrado.
Mesmo com algumas decepções, tornaria a vivê-la, se me fosse dada tal
oportunidade.

Na vida da gente NADA é coisa do acaso. Tudo tem
seu tempo e a hora certa. Assim como, também, ninguém viverá para
sempre. Por isso é importante tomarmos consciência e fazer por merecer o
tempo que nos é dado!
Charles,um eterno aprendiz.

  • Senhor Deus, dono do tempo e da eternidade, Teu é o hoje e o amanhã, o passado e o futuro.

  • Ao acabar mais um dia, quero Te dizer obrigado por tudo aquilo que recebi de Ti.

  • Obrigado pela vida e pelo amor, pelas flores, pelo ar e pelo sol, pela alegria e pela dor, pelo o que foi possível e pelo o que não foi.

  • Ofereço-Te tudo o que fiz, o trabalho que pude realizar, as coisas que passaram pelas minhas mãos e o que com elas pude construir.

  • Apresento-Te as pessoas amigas, as amizades novas e os antigos

  • Os que estão perto de mim e aqueles que pude ajudar, as com quem compartilhei a vida, o trabalho, a dor e a alegria.

  • Mas também, Senhor, hoje quero Te pedir perdão. Perdão pelo tempo perdido, pelo dinheiro mal gasto, pela palavra inútil e o amor desperdiçado.

  • Perdão pelas obras vazias e Pelo trabalho mal feito, perdão por viver sem entusiasmo.

  • Também pela oração que aos poucos fui adiando e que agora venho apresentar-Te, por todos meus olvidos, descuidos e silêncios, novamente Te peço perdão.

  • Que os próximos dias sejam sempre abençoados.

  • Paro a minha vida diante do calendário e te apresento meus dias, que somente Tu sabes se chegarei a vivê-los.

  • Hoje, Te peço para mim, meus parentes e amigos, a paz e a alegria, a fortaleza e a prudência, a lucidez e a sabedoria.

  • Quero viver cada dia com otimismo e bondade, levando a toda parte um coração cheio de compreensão e paz.

  • Fecha meus ouvidos a toda falsidade e meus lábios a palavras mentirosas, egoístas ou que magoem.

  • Abre sim, meu ser a tudo o que é bom.

  • Que meu espírito seja repleto somente de bênçãos para que as derrame por onde passar.

  • Senhor, a meus amigos que lêem esta mensagem, enche-os de Sabedoria, Paz e Amor.

  • E que nossa amizade dure para sempre em nossos corações.

  • Enche-me, também, de bondade e alegria para que todas as pessoas que eu encontrar no meu caminho possam descobrir em mim um pouquinho de Ti.

  • Dá-nos sempre dias felizes, e ensina-nos a repartir felicidade.
    Amém

Revolução da consciência

O primeiro fator de revolução da consciência é a morte mística do ego – a morte do pensamento negativo, personalidades negativas. Devemos purificar a alma dos inimigos internos. Toda vez que um defeito se manifesta – a inveja, gula, ira, luxúria, qualquer que seja – devemos perguntar: ‘Será que eu realmente preciso invocar isso?’
– Willaru Huayta, NAÇÃO QUECHAU, PERU

Nossos egos têm defeitos de caráter. Estes defeitos de caráter que às vezes agem fora e que invariavelmente trazem resultados devastadores para as nossas vidas que podemos não estar desejando. Se continuarmos a permitir estes defeitos de caráter, continuaremos a ter resultados indesejados em nossas vidas. Como podemos mudar a nós mesmos ou se livrar de um defeito de caráter? Podemos perguntar isso ao nosso coração, e tomarmos uma decisão. Estaremos assim, honrando o nosso coração. Por exemplo, digamos que eu tenha hoje o sentimento de raiva. Eu iria para o coração e perguntaria, se eu preferiria estar certo ou se eu prefiria ser feliz? Da maneira pela qual respondermos a esta pergunta, poderá haver um enorme impacto em nosso dia. Uma vez que decidirmos a resposta a esta pergunta, precisamos honrar o coração dizendo: “Obrigado pelo poder de mudar meus pensamentos. Eu escolho ser feliz e experimentar a Paz de Espírito.”

Grande Espírito, hoje, deixe-me ensinar e aprender apenas o amor
– Willaru Huayta, QUECHAU NATION, PERU


As suas contrariedades não alteram a natureza das coisas…

Os seus desapontamentos não fazem o trabalho

que só o tempo conseguirá realizar.

O seu mau humor não modifica a vida…

A sua dor não impedirá que o sol brilhe

amanhã sobre os bons e os maus…

A sua tristeza não iluminará os caminhos…

O seu desânimo não edificará ninguém…

As suas lágrimas não substituem o suor que você deve

verter em benefício da sua própria felicidade…

As suas reclamações, ainda mesmo afetivas, jamais

acrescentarão nos outros um só grama de simpatia por você…

Não estrague o seu dia.

Aprenda a sabedoria divina,

A desculpar infinitamente,

construindo e reconstruindo sempre…

Para o infinito bem!

Chico Xavier

O caminho do bem

O caminho do bem é uma ladeira íngreme e pavimentada com pedras ponteagudas…e nós sabemos disso,näo é?se Jesus de Nazaré,Rei dos reis,foi condenado e crucificado como um ladräo,imagina o que faräo com aqueles que seguem e semeiam a sua palavra?colhemos a ingratidäo,o preconceito,a incompreensäo,a solidäo,a injúria,as injustiças,enfrentamos testes e provaçöes diárias lutando contra o mal que reina quase que absoluto nesse planeta…mas apesar de poucos,somos guerreiros da luz e a nossa fé nos agiganta diante de todas as mazelas e nos sentimos invencíveis e imortais quando falamos em nome de JESUS e sentimos que os anjos de DEUS nos auxiliam quando precisamos,sob a proteçäo da espada e do escudo do Arcanjo MIGUEL!podem me apedrejar,me difamar,me tirar tudo que tenho ou amo…podem me trair,me abandonar,me lançar as chamas do inferno,que continuarei louvando a DEUS,de joelhos,com as mäos erguidas aos céus,a cada dia da minha vida,pois “aquele que crê em mim atravessará o fogo dos céus e näo se queimará.”e eu creio,sirvo e confio no grande LEÄO DA TRIBO DE JUDÁ,JESUS DE NAZARÉ,O MEU ÚNICO SENHOR!

 

Quando um obstáculo surgir em seu
caminho atrasando a sua tão sonhada benção, acredite mais em você, pois
os obstáculos são para serem superados, e não como motivo para você
desistir.O Rei Davi da Bíblia, ainda jovem se
deparou com um enorme obstáculo, um gigante por nome Golias, que o
afrontava, e intimidava a todo o exército de Israel, mas Davi foi
corajoso e confiante, pois o DEUS todo poderoso estava com ele. Davi não desistiu de seu sonho, nem de sua luta, encarou e saiu vencedor. (I Sm 17).
Nada acontece por acaso.
Tudo é permissão de DEUS.
Se o mal te afrontar, não temas, JESUS está contigo e te dará a vitória.

Fim de tarde
Vento
Neblina
O cabelo teima em cair no rosto e os pés pisam em uma poça qualquer
Tudo passou tão depressa
Como nos filmes
Nos livros de cabeceira lidos no silêncio da noite
O vento assovia uma canção quase triste
O tempo parece inimigo de tudo o que já foi ou virá
Tempo soberano que varre lembranças e traz o esquecimento
Parece que sorri com desdém de dores alheias
E passa
Passa
E deixa pegadas por sobre a pele
Rasga vontades
Desnuda sonhos
Preserva a esperança
A esperança flutua entre o real e o inatingível
Mas nunca morre
O tempo extravasa
Sopra feridas
Acende brasas
E a vida?
A vida desafia e faz trapaça zombando do tempo.

Lou Witt