Sacerdotes de antigas civilizações descobriram um aspecto celestial muito curioso. Eles observaram que a Estrela do Norte trocava de posição constantemente e, após 25.750 anos aproximadamente, ela voltava para sua posição “original”, num processo cíclico.

A causa fundamental desta troca de posição é o giro que a Terra faz sobre seu próprio eixo (que tem uma inclinação de 23º 27′), num movimento conhecido como precessão dos equinócios. Esse movimento é lento e leva, mais ou menos, 25.750 anos para completar um ciclo.

Um determinado signo é atravessado a cada 2.146 anos (25.750 anos dividido por 12 signos) e durante esse período (ou era astrológica), o signo em questão influencia toda a humanidade. A transição de uma era para outra pode durar de 30 a 250 anos.

Cada era astrológica teve seu diretor. O diretor da era de Touro foi Krishna e o da de Áries foi Moisés.

Jesus chegou a ascenção após enfrentar as sete tentações e com isso assumiu o cargo de Diretor da Era de Peixes, ciclo evolutivo que findou em 1954. Nesse período, foi também Chohan (dispensador) do Sexto Raio, a energia de Deus que eleva a vida e os seres por meio da devoção, da compaixão e da entrega.

O Mestre Jesus enquanto encarnado ofereceu-nos um espelho para a visão mais gloriosa de nós mesmos: a de Filhos de Deus, capazes de amar incondicionalmente e de transcender todos os limites e ilusões da matéria, sobretudo a morte.

 

 

Anúncios