Cala somente e observa. Mantém-te íntegro lá onde começas! Domina o corpo – o que exige, escuta a mente – a que pensa, sê sobretudo alma – a que sente! Equilibra-te na tênue linha entre o ser e o não ser, sob a áspera pele onde moram os sonhos. Lenise Marques

 

Anúncios