Archive for janeiro, 2012


Impressione-me!

Impressione-me!

Mostre-me a sua disposição em servir.
Conte histórias para quem perdeu a própria, visite quem não espera mais ninguém,segure na mão de quem está com medo,
fale de amor para quem foi esquecido.

*

Impressione-me!

Faça valer um direito de todos, pense no coletivo, não seja mesquinho.

Jogue o lixo no lixo, ande mais a pé, cuide do parque, plante uma árvore, leve esperança, desperte a fé.

Não deixe rastros de imundice na praia, nem da intolerância no trânsito,porque o mal, facilmente se espalha.

Seja civilizado em todo e qualquer lugar.

*

Impressione-me!

Guarde a língua na boca, emudeça!
Se é para falar dos outros, que sejam elogios.
Se é para falar de você, seja humilde,
Se é para falar de amor, que seja um gesto amoroso.
Se é para ler o Evangelho, é bom praticá-lo.
Menos sermão, mais ação!

*

Impressione-me!

Guarda a reclamação vazia, lute mais um pouco.
Descanse na hora certa, leia um bom livro.
Fale mais com seus filhos, amigos ou irmãos.
Não se isole, não se ausente, não invente.
O mundo é cercado de energias que nem sempre vemos, mas sentimos em nós mesmos.

Por isso, agarre-se ao amor sem limites, como quem se agarra a um pedaço de madeira em alto-mar.

Ainda que seja pequeno, ele te sustentará, você vai sobreviver, não se afogará.

Porque o amor tudo pode, tudo permite, tudo transforma.

Por isso, impressione-me de verdade.

Mesmo com dor e pesar, nunca deixe de amar.

Eu acredito em você!

* * *
Paulo Roberto Gaefke

 

O Senhor dos Mundos

“Senhor dos Mundos, Excelso Criador

de todas as coisas.

 

Venho à Tua soberana presença neste
momento,

para suplicar ajuda aos que
estão sofrendo por

doenças do corpo ou da mente.

 

Sabemos que as enfermidades nos favorecem

momentos de reflexão, e de uma
aproximação maior

de Ti, pelos caminhos da dor e
do silêncio.

 

Mas apelamos para tua misericórdia e
pedimos:

Estende Tua luminosa mão sobre
os que se encontram

doentes, sofrendo limitações,
dores e incertezas.

 

Faz a fé e a confiança brotarem

fortes em seus corações.

 

Alivia suas dores e dá-lhes
calma e paz.

Cura suas almas para que os
corpos

também se restabeleçam.

 

Dá-lhes alívio, consolação e
acende a luz da

esperança em seus corações, para
que, amparados

pela fé e a esperança, possam
desenvolver o amor

universal, porque esse é o
caminho da felicidade e do

bem-estar… é o caminho que nos
leva a Ti. 

 

Que a Tua paz esteja com todos
nós.”

 

 

 


uma lenda que conta como foi que os pássaros criaram asas. Diz que eles
haviam sido criados sem asas. Depois, Deus fez as asas e as colocou
diante deles, dizendo: “Venham, peguem esses pesos e os carreguem.”

Os
pássaros possuíam linda plumagem e doce canto; gorjeavam belamente, e
suas penas cintilavam ao sol; mas não sabiam o que era cortar os ares. A
princípio, hesitaram ante a ordem de apanharem aqueles pesos e os
carregarem, mas logo obedeceram; pegaram as asas com o bico, e
puseram-nas nos ombros, para melhor carregá-las.

Durante
algum tempo, o fardo pareceu-lhes muito pesado e difícil, mas, de
repente, quando iam carregando os pesos, suas pontas dobradas sobre o
coração, as asas grudaram-se-lhes nas costas, e logo descobriram que
podiam utilizá-las, e foram levanta­dos por elas nos ares — os pesos se tornaram em asas.

Isto
é uma parábola. Nós somos os pássaros sem asas, e nossos deveres e
tarefas são os pequenos cotos de asa que Deus fez para nos erguer e
levar em direção às alturas. Nós olhamos para os nossos fardos e cargas
pesadas e nos retraímos; mas quando as tomamos e colocamos sobre o
coração, elas se nos tornam em asas, e com elas nos elevamos e cortamos
as alturas em direção a Deus.

Todo
e qualquer fardo que nos é dado por Deus, se o tomarmos de bom ânimo e o
levarmos sobre o coração com amor, virá a tornar-se uma bênção para
nós. A intenção de Deus é que nossas tarefas nos sejam como auxiliares;
se nos recusarmos a abaixar os ombros para recebê-las, estaremos
deixando passar uma oportuni­dade de nos desenvolvermos.

J. R. Miller

Súbito, não de todo inesperado,
o convidado bate à porta.
O coração, trêmulo, pergunta: “Quem está aí?”
A alma responde: “A lua”.

Ele entra em nossa casa
e, loucos, corremos para a rua,
os olhos fixos no seu brilho.

Já dentro da casa, ele grita: “Aqui estou!”
E nós, correndo em círculos,
desnorteados, clamamos por ele,
sem saber de onde vem o grito que o anuncia.

Clamamos por ele, ébrio rouxinol
aprisionado em nosso cativeiro;
e nós, no jardim, pombas enlutadas,
apenas murmuramos: “Onde? Onde?”

No escuro da meia-noite, trancadas as portas,
já recolhidos ao leito, ouvimos seus passos.
Todos correm, tropeçam, gritam:
“Socorro! Um ladrão!”

E uma voz funde-se às outras:
é o ladrão-convidado que partilha do tumulto,
ecoando nossos gritos:
“…um ladrão! …um ladrão!”

E ele está contigo, contigo em tua busca,
mais perto que tu mesmo estás de ti.
Se o procuras, o encontrarás
em teu próprio olhar.

Por que correr aí fora?
Derrete como neve e lava-te de ti mesmo!
Da alma ungida pelo amor brotam línguas
como estâmes do lírio.

Todavia, aprende com a flor:
silencia tua língua.

_____________Rumi

 

 

Sathya Sai Baba


“Uma vitória na eleição assegura poder apenas por um período específico.

Quando esse período termina,
o político deve se candidatar novamente e buscar votos.

Igualmente,
atos bons realizados com apego garantirão um lugar no céu, mas quando o depósito for gasto, a pessoa deverá retornar à Terra.

Uma pessoa que visita uma cidade com algum dinheiro na mão é o mestre de todos os bazares,
salas de cinema, hotéis e táxis, mas apenas na medida em que o dinheiro durar.

Quando a bolsa se esvazia, a pessoa tem de fugir de volta para sua aldeia ou cidade de origem, talvez como um passageiro sem bilhete,
perseguido por policiais em cada parada.

Não, o céu não é solução para a fome da alma!

O rio deve chegar ao mar, não às areias do deserto;
as águas devem fundir-se às águas.

Essa é a realização chamada Kaivalya ou Saayujya.

Mantenha essa meta de fusão com o Senhor Único sempre em seu foco e tenha sua mente oscilante continuamente sob controle.”

 

A duração de um arco-íris

Se um arco-íris dura mais do que quinze minutos, não o olhamos mais.
A constatação é do filósofo alemão Goethe e representa muito do que vai na alma humana, nestes dias.
Nós, da geração do imediato, do prático, do instantâneo, acabamos tendo dificuldade em nos demorarmos em qualquer experiência que seja, mesmo que prazerosa.

Por que será que muitos de nós acostumamos com a beleza e, então, deixamos de contemplá-la?
Por que será que muitos nos habituamos com as coisas boas que temos na vida e deixamos de valorizá-las?

Alguns não observamos mais as estrelas como se, depois de algum tempo, perdessem sua grandiosidade, seu mistério e deixassem de ser interessantes.
Alguns esquecemos de olhar o pôr-do-sol. Afinal, ele acontece todo dia e talvez não nos surpreenda mais…

Alguns ainda deixam de se deslumbrar com a própria existência, após alguns anos de luta, esquecendo que cada dia é um novo milagre, uma nova chance, um novo arco-celeste multicolor.

De tão focados no trabalho e nas questões práticas da vida cotidiana, que aprendemos a ser, acabamos nos tornando grandes distraídos.
Sim, distraídos no sentido de esquecidos, pouco atenciosos no que diz respeito às questões mais importantes da existência.

Por isso, em alguns momentos na vida precisamos parar tudo. Parar até de pensar tantas coisas ao mesmo tempo.
As técnicas de meditação nos ensinam este valioso hábito: limpar a mente. Pensar numa coisa de cada vez. Pensar em algo por muito tempo, sem deixar que a mente fique pulando de galho em galho.

Precisamos aprender a observar cada arco-íris até o fim, saboreando esses instantes de maravilhosa beleza, sem deixar que passem, assim, correndo, ou tão rápido, como dizemos popularmente.
A pressa não é apenas inimiga da perfeição mas também da alegria, do deleite e das emoções verdadeiras.

* * *
Pare e observe.
Pare e observe algo simples mas fascinante, como a disposição dos galhos numa grande árvore. Imagine quantos seres têm sua moradia ali, escondidos, mas vivos e atuantes no ecossistema.
Pare e observe uma porção de água qualquer: um pequeno lago, uma poça ou até mesmo a água dentro de um copo.
Perceba o comportamento dela quando se gera alguma vibração. Note a forma das ondas.
Coloque a ponta de um dos dedos e sinta a temperatura, a forma com que ela o envolve.
Pare e observe uma criança dormindo. Acompanhe a calma da respiração, a paz de sua expressão, a beleza dos traços…
Pare e observe a vida, os dias, as pessoas. Pare e observe o amor, onde quer que esteja.
Nossa alma se acalma, ganha forças e se aproxima do Criador, sem esforço, sem tensão.
Pare e observe…

 

 

A princípio, é um rumor do coração que clama,

Asa leve a ruflar da alma que anseia e chora…

Depois, é como um círio hesitante da aurora,

Convertendo-se, após, em resplendente chama…

Então, ei-la a vibrar, como estrela sonora!

É a prece a refulgir por milagrosa flama,

Glória de quem confia e poder de quem ama,

Por mensagem solar, cindindo os céus a fora…

Depois, outro clarão do Além desce e fulgura.

É a resposta divina aos rogos da criatura,

Trazendo paz e amor em fúlgidos rastilhos!

Irmãos, guardai na prece o altar do templo vosso!

Através da oração, nós bradamos: – “Pai Nosso!”

E através dessa luz, Deus responde: – “Meus filhos!”

Amaral Ornellas

 

 

Oração a Mãe Universal

Nós te saudamos ó Mãe Universal
Plena é tua graça
A unidade está em ti
Sagrada Energia Feminina
Gestas em Ti a Nova Humanidade
Ó suprema Mãe Universal
interceda por nós
seres da superfície da Terra para
que possamos consagrar-nos
como dignos filhos de Deus na fé,
na luz, na paz, na proteção, na cura,
na unidade, no amor, no perdão
na reconciliação, na caridade
na humildade e na transmutação agora
e no momento da nossa total e definitiva
entrega ao Pai Criador.
Amém.

 

 

Os Anjos


Deus não exige a sua fé para
derramar bênçãos em sua vida.
Deus é Sempre Amor..,

Entretanto, a Sua fé é necessária
para que vocês Recebam o Amor

A Fé é, na Realidade, uma Escolha de acreditar naquilo
que vocês Não vêem ainda.

A Fé, tecnicamente falando, é
uma Escolha de Alinhar as Suas
Energias Mentais, Emocionais e
Espirituais com as do Amor.

Quando têm uma fé Profunda,
verdadeira e Viva, vocês São
como um rádio Sintonizado à
Frequência do Amor de Deus,
e, portanto, permitindo-se
receber este Amor em Sua vida.

Quando Não têm fé, vocês são
como um rádio que Não Pode
encontrar a estação desejada.

Sem fé, vocês Nem Sempre
estão em Sintonia com o Amor,
e, portanto, Não Podem Recebê-lo.

“Mas Eu tive fé”, alguns de vocês
dizem, “e Nada Aconteceu”.

Queridos, vocês Devem ter fé
no Amor de Deus, Sem Hesitação,
pois na verdade, Se vocês
Realmente Acreditassem no Amor
de Deus, Iriam agir de modo
diferente do que quando
colocam a sua fé em resultados
temíveis.

Se acreditassem no Amor
de Deus, Seriam Financeiramente
responsáveis, Naturalmente, mas
Não Desperdiçariam o seu tempo
com preocupações.

Se realmente Acreditassem no
Amor de Deus se Sentiriam
Satisfeitos e Amorosos para
com os outros.

Se Realmente Acreditassem no
Amor de Deus, Saberiam que
Ainda que os Seus sonhos não
se realizassem, Deus está
trabalhando para o resultado
Mais Benevolente para Toda
a Sua Vida.

Deus Não é Um Ser humano,
queridos! Deus Não Exige que
vocês Se comportem de
determinado modo a fim de Amá-los.

O Amor de Deus é o Ar
que vocês respiram.
O Amor de Deus é a Força
que Move as estrelas no céu.
O Amor de Deus é a Energia
que Transforma as Estações
do ano, que faz o Sol nascer,
que Cresce as plantas, e Sim,
às vezes, Permite que forças
da natureza Criem o Caos,
de modo que Nova Vida Possa
Começar Novamente.

O Amor de Deus, queridos,
está Sempre aí para vocês.

Vocês acreditarão nisto?

Vocês o buscarão no fundo
dos seus corações e o trarão
para Compartilhar com o mundo?

Fé não é sentar-se ociosamente
e esperar ganhar na loteria,
pois isto É frequentemente
baseado no pensamento de medo:

“Eu estou com medo de que os
meus sonhos não se realizem.

Eu não acredito na capacidade
milagrosa de Deus para liberá-los

Portanto Coloquem a sua fé
na capacidade de Deus para
manifestar os seus sonhos.

Concentrem a sua atenção em
Serem Amorosos com vocês
e com os Outros, e se seus
números venceram ou não,
vocês Já ganharam.

Vocês já preencheram o seu
coração com Paz, os seus dias
com Amor, e a sua mente com
o Conhecimento de que estão
Seguros, descansando nos
braços de quem os Criou.

Deus os abençoe! Nós os
Amamos muito.

Os Anjos

 

O mapa da Vida

Quem não gostaria de ter um mapa da Vida?!

Desses que indicam o caminho para Felicidade…

Talvez pudesse parecer interessante, até porque não correríamos risco de errar.

Quantas pessoas tem o desejo de mudar o rumo de suas vidas tomando uma atitude diferente, contudo acabam pensando:

‘- Bom seria ter a certeza de que vai dar certo… ’

Mas, o que significa ‘dar certo’?!

De que adiantaria ter um roteiro aonde as coisas estivessem tão determinadas?!

Muitas vezes por detrás do desejo de ‘certezas’ se encontra o medo da decepção e ter de recomeçar…

O medo do dissabor dos sonhos sonhados em vão…

Contudo a Vida senpre nos proporciona a possibilidade de ver algo novo acontecer, enquanto vai transformando suavemente as experiências por dentro da gente…

Com o tempo aprendemos que um Ideal só é alcançado com flexibilidade e quando aceitamos que há coisas para as quais não há mapas ou receitas.

Geralmente quando as coisas carecerem de certezas é que nos damos conta do benefício da Fé…

Mas uma Fé que diz algo ao coração e acalenta a alma…

Quem é capaz de dar o melhor de si, como se suas atitudes fossem uma eterna oferta à Vida, encontra a si mesmo nas pequenas realizações…

Agindo assim, podemos vislumbrar Deus; algo do Infinito em uma fração finita…

Não há mapa para a Vida; felizmente.

Há sim um Caminho que se revela ao caminhar…

Ligia Maria