JOANNA DE ANGELIS

Senhor Jesus! Ante as promessas do ano que se inicia, não nos permitas que esqueçamos aqueles com aqueles com quem nos honraste o caminho iluminativo: as mães solteiras, desesperadas, a quem prometemos o pão do entendimento; as crianças delinqüentes que nos buscaram com a mente em desalinho; os calcetas que, vencidos em si mesmos, nos feriram e retornaram às nossas portas; os enfermos solitários, que nos fitaram, confiantes em nosso auxílio; os esfaimados e desnudos que chegaram até nossas parcas provisões; os mutilados e tristes, ignorantes e analfabetos, que nos visitaram, recordando-nos de Ti… Sabemos, Senhor, o pouco valor que temos, identificamo-nos com o que possuímos intimamente, mas, contigo, tudo podemos e fazemos. Auda-nos a manter o compromisso de amar-Te, amando neles toda a família universal em cujos braços renascemos. * “Seja o que for que peçais na prece, crede que obtereis e concedidos vos será o que pedirdes”. Marcos: 11-24. “Pela prece, obtém o homem o concurso dos bons Espíritos que acorrem a sustentá-lo em suas boas resoluções e a lhe inspirar idéias sãs”. Evangelho Segundo O Espiritismo – Cap. XXVII – Item 11. Franco, Divaldo Pereira. Da obra: Espírito e Vida. Ditado pelo Espírito Joanna de Ângelis.

 

 

Anúncios