“A cordialidade e simpatia de Judas Tadeu traduzem o desejo íntimo de concórdia dos taurinos. A boa vontade para com Simão espelha a vocação diplomática e pacifista que torna Touro um signo hábil em amansar espíritos bravios ou revoltosos e neutralizar animosidades pela doçura e atitude prestativa. Sua inclinação de pescoço na direção do amigo deixa transparecer emotividade e sensibilidade, qualidades essas que podem ser usadas para cativar ou para amaciar o ímpeto de seu parceiro.

Delicado e cerimonioso em seus modos, o apóstolo de Touro se comporta como quem procura, de forma amena e sem atritos, a melhor maneira de dizer o que entende que Simão deva escutar. Sua mão direita insinuando um semicírculo, reflete a tendência de Touro de enfeitar aquilo que diz ou faz. É a mão de quem quer ensaiar um preâmbulo, uma mesura para tornar mais agradável e palatável o que for inevitável de ser comunicado.

O taurino quando tem que dizer algo contundente é inclinado a fazer um floreio para que a mensagem, mesmo que ‘dura’, fique bonita. O nativo deste signo não gosta de ferir ou magoar, nem é afeito a criar rancores ou inimizades. Ele não se compatibiliza facilmente com turbulências nas relações e se empenha para torná-las estáveis, aprazíveis e confortáveis.

Tadeu inclina o rosto em direção a seu companheiro Simão e o escuta respeitosa e diligentemente, exibindo a vocação do signo para a gentileza e para a fidelidade amistosa e sincera.”

☆ ★ ☆ trecho do livro “Leonardo Astrólogo” ☆ ★ ☆

Analisando o belo e preciso texto do meu querido amigo Pedro Tornaghi, observo a distância entre o ideal do arquétipo de touro, simbolizando pelo apóstolo e que representa a paz, o equilíbrio, o caminho do meio que Sidarta Gautama, o Buda(Avatar da constelação de Touro, nasceu na Lua cheia de maio, onde celebramos o festival de Wesak em sua homenagem)nos ensinou e a nossa humanidade mortal e imperfeita…mas essa referência serve como bússola para buscarmos o equilíbrio entre a matéria e o espírito, a razão e a emoção, o Yang (Masculino)e o Yin (feminino), a paz interior e os infernos da alma, a luz e a escuridão, etc, para caminhamos passo a passo e nos aperfeiçoarmos a cada dia. A astrologia é um referencial de auto conhecimento para nos espelharmos no macro e no micro, no céu que reflete a terra e vice versa, dentro e fora do ser humano.a paz, a gentileza e a harmonia idealizada no texto nos mostra o quanto estamos fora do nosso verdadeiro Eu, do nosso verdadeiro caminho. É precisamos nos reencontrar com esse Eu, com a nossa linha de vida, o que chamamos no caminho vermelho(cura) do Xamanismo de “Teia da vida”, construída pela Mãe Aranha(Mãe Terra)como o nosso destino, ou o chamado “Livro da Vida”, da cultura cristã, que afirma estar escrito antes da própria existência…
A prática do mantra “Enirasunê Sayahi Vanarênia Calianê”, da tradição do Rainbow Reiki(prática restrita aos iniciados em Reiki e nessa tradição em particular)nos reconecta com esse caminho e auxilia no despertar da consciência do verdadeiro Eu.
Touro precisa buscar a paz, mas como Buda, que viveu o extremo da Riqueza e da pobreza para alcançar o equilíbrio, talvez precise atravessar o seu vale das sombras interno, a sua jornada pessoal onde vivenciará a dor para assimilar a felicidade, a perda para assimilar a essência e os demônios internos para chegar ao seu próprio paraíso.
Namaste, Miguel Costa.

Leonardo Astrólogo

♈ ♉ ♊ ♋ ♌ ♍ ♎ ♏ ♐ ♑ ♒ ♓

image

Anúncios